CICLO PDCA PARA MÚSICOS

Você já ouviu falar no ciclo PDCA, ciclo de melhoria contínua?! Pois bem, faz parte de uma técnica de Administração para melhorar processos.

Que tal aplicar essa técnica para o estudo da música?! Continue comigo e vamos entender melhor o que é e como aplicar essa importante técnica que vai te ajudar com a organização da sua prática, a avaliação dos resultados e também a melhorar seus pontos fracos.

Essa  técnica é baseada numa filosofia japonesa chamada Kaizen, que significa melhoria contínua. Ou seja, é sempre possível melhorar algo, é um ciclo que se repete contínuamente.

 

O ciclo PDCA, também conhecido por ciclo de Shewhart ou ciclo de Deming, teve origem no especialista em estatística Walter A. Shewhart, que introduziu o conceito de Planear, Executar e Verificar. O guru da Gestão de Qualidade Total e famoso estatístico W. Edwards Deming modificou o ciclo de Shewart e transformou-o em Planear, Executar, Conferir e Agir. Deming, juntamente com outro gestor americano especializado em qualidade – J. M. Juran – foi ao Japão, como parte das forças de ocupação aliada depois da Segunda Guerra Mundial, e ensinou vários métodos de Melhorias de qualidade aos japoneses, incluindo a utilização de estatística e o ciclo Planear, Executar, Conferir e Agir. – Portal Gestão

Nós músicos muitas vezes temos dificuldades de dividir e organizar o nosso estudo, isso porque sabemos que fazer música não é tarefa simples, afinal envolve conhecimento, percepção, ritmo, técnica e aquela sensibilidade que ajuda bastante na performance. 😉

Músicos ou estudantes podem melhorar sua organização, fazer uma autoavaliação crítica e entender o processo e programar essa evolução.

Essa técnica vai ajudar bastante principalmente se você é um músico autodidata e têm dificuldades na autoavaliação, na divisão do estudo e em como medir o progresso.

Ciclo PDCA – Chiavenato

O ciclo PDCA é composto de 4 etapas:

1-Plan = Planejar, que é definir objetivos, métodos e processos necessários para o alcance dos objetivos;
2-Do (executar) = Educar, treinar e coletar dados;
3-Check = Comparar resultado planejado com o resultado pretendido;
4-Act = Ação corretiva. Implementar melhorias.

 

Designed by Dooder / Freepik

 Mas como posso aplicar ao estudo, prática musical?

  1. Planejamento: bem, o processo mais importante é definir bem os objetivos a serem alcançados e os processos (passo a passo) necessários, pode ser por exemplo, tocar “Primavera” de Vivaldi com fluência (escolha a música de sua preferência). Então defina bem o seu resultado desejado.
  2. Do (educar, treinar e coletar dados): Aqui você vai aprender a música teoricamente, vai treinar, em seguida observe o seu desempenho, e por fim, anote as partes em que executa bem e as que têm dificuldades.
  3. Check: nessa etapa você vai comparar o seu resultado pretendido (etapa do planejamento) com os resultados obtidos na etapa 2.
  4. Act: Agora é preciso definir novas estratégias de estudo para melhorar o que não está tão bom, aquelas partes mais difíceis que não foram executadas como você gostaria.

Conclusão

E aí? Vamos otimizar nosso estudo?! É garantido que a organização no estudo traz melhorias significativas, o legal do ciclo PDCA é que pode ser aplicado sempre e em qualquer processo para melhorar continuamente. O estudo nunca termina, mas as ações corretivas diminuem bastante as falhas!???

Gostou deste artigo, tem amigos músicos? Compartilhe com seus amigos. A informação deve ser acessada por todos! 😉

Fontes:
Facebook Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *